Belo Horizonte,

 

 

 

 

 

Festivais, Concursos e Editais

 

MÚSICA DE MINAS EM NOVAS PARAGENS

Extraído do site da Secretaria de Cultura de Minas Gerais, em 28/05/2009.

O Música Minas – Programa de Estímulo à Música, que teve seu primeiro edital de Circulação Nacional de Artistas Mineiros lançado em março, divulgou nesta quinta-feira, 28 de maio, os nomes dos 25 artistas e grupos que foram selecionados nas três categorias do edital: Revelação, Destaque e Renome. Na categoria Renome foram selecionados Marina Machado, Marku Ribas, Maurício Tizumba, Toninho Horta e Vander Lee. Na Destaque, Aline Calixto, Amaranto, Falcatrua, Fernando Sodré, Flávio Henrique, Pedro Morais, Renegado e Zé da Guiomar foram os contemplados. E, na Revelação foram escolhidos Black Sonora, Cor de Fubá, Dokttor Bhu e Shabê, Gastrofonic, Joana Boechat, Juliana Perdigão, Lucas Avelar, Pandeiro Mineiro, Samba de Luiz, Sambavesso, Thiago Delegado e Tom Nascimento.

Os contemplados realizarão 75 espetáculos em capitais de norte a sul do país com todas as despesas pagas e cachês diferenciados por categoria. Em contrapartida, todos os 25 artistas selecionados darão oficinas e workshops em cidades do interior de Minas. O Música Minas é uma parceria do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, com o Fórum da Música de Minas Gerais, que reúne representantes do segmento musical, cantores, instrumentistas e produtores de cinco entidades de música do Estado.

O programa recebeu 308 inscrições de músicos mineiros de todos os gêneros. Dos inscritos, 228 são da capital e 80 do interior. Das três categorias do edital, a Revelação foi a que recebeu o maior número de interessados, 132; seguida pela categoria Destaque com 96 e Renome com 33. A curadoria foi formada por Lauro Lisboa (crítico musical do jornal Estado de São Paulo), Elias Santos (coordenador da Rádio UFMG Educativa), Arnon Sávio (maestro e regente), indicados pelo Fórum da Música e ainda, Paulo Bastos (diretor artístico da Rádio Inconfidência) e Marcelo Sampaio (da Fundação Clóvis Salgado), indicados pela Secretaria de Estado de Cultura.

“O Música Minas é uma oportunidade para que se aproveite toda a diversidade musical mineira, um grande ativo cultural e econômico de nosso Estado. Através deste programa, queremos contribuir para que a música de Minas alce vôos”, diz o secretário de Estado de Cultura, Paulo Brant. O presidente da Cooperativa da Música de Minas (Comum), Makely Ka, destaca a boa receptividade da primeira edição do programa junto ao segmento musical. “O número de inscrições foi acima da nossa expectativa. Não esperávamos uma adesão tão grande nesse primeiro edital. Com o desdobramento do projeto, nos próximos anos, e com a realização dos shows e viagens, a tendência é que mais pessoas conheçam e participem das edições futuras”, diz.

Os 25 artistas selecionados passam, agora, por uma fase de comprovação documental e assinatura de contratos. A partir da segunda quinzena de junho, inicia-se a distribuição dos espetáculos dos artistas mineiros nos principais palcos das capitais nacionais.

Mais informações: Secretaria de Cultura de Minas Gerais